Esqueci minha senha

ASSINE J√Ā

LANE BLISS: RELATO INÉDITO ATÉ HOJE.
Por: MARIDO DE BABY BLISS.
Visualizado 1995 vezes

Bom dia de segunda a todos. Aqui que fala pe o marido de Baby Bliss e colocamos um relato longo e delicioso agora no site, de algo que fiz com Lane Bliss, prima de minha esposa. é algo que só eu e Baby sabíamos até ontem. Resolvemos expor agora, depois de tanto tempo. Nem Lane sabia, apesar de ter sido vítima minha, pois era jovem e estava dormindo. Ela era virgem e ainda não tinha nenhuma, nenhuma mesmo, experiencia com sexo. Contei a ela ontem o ocorrido e ela ficou surpresa, mas adorou e liberou para contarmos o que aconteceu, com detalhes, num relato longo.
Bem, fomos convidados a irmos passar um final de semana numa chácara de amigos em Igarassu, pernambuco. Era um final de semana festivo e levamos Lane, pois tinha acabado de passar no vestibular e aproveitamos para comemorar isso também.
Chegando lá, ficamos num quarto da casa e Lane ficou em outro quarto, grande, com vários outros casais convidados. foi um dia de muita festa, bebidas e comidas. Eu sabia que Lane sempre teve, e ainda tem, sono muito pesado. Até esse dia, Lane era completamente virgem e inexperiente, a não ser com alguns toques e carinhos com a prima Baby, minha esposa. Acordei umas 2 horas da manhã, com muito tesão, levantei sem Baby perceber, vi o quarto de Lane, esitei, mas abri a porta devagar. todos dormindo! O quarto estava escuro e vi lane deitada, com camisolinha amarela e coberta com fino lençol até a cintura. Estava com medo de alguém acordar, principalmente ela, mas o tesão era enorme, Puxei devagar o lençol e logo vi aquela bunda maravilhosa, com uma calcinha dentro do rego. Beixei-me para sentir o cheiro daquela bunda que tento desejava e isso deixou-me ainda mais maluco de tesão. Puxei a calcinha de lado e comecei a tocar em seu ânus. ela dormia sem se mexer! Cheirei meu dedo com aquele perfume, passei saliva nele e comecei a lamber seu cusonho, delicioso. O coração parecia que ia sair pela boca, olhando o tempo todo as outras camas e a reação de lane. Logo, devagar, fui enfiando o dedo, mas o cu era algo impressionantemente apertado. Lubrifiquei meu dedo e seu cu ainda com mais saliva e conseguir in introduzindo, muito devagar, para não acordá-la. Logo meu dedo estava...............leia completo e escute o relato, sendo mais um SÓCIO,AMIGO.
Selma.


&acopy; Todos os direitos reservados
selmarecife.com.br