Esqueci minha senha

ASSINE J√Ā

PRIMEIRO ANAL: SALVANDO CASAMENTO. AMOSTRA.
Por:
Visualizado 20355 vezes

Essas fotos meu maridinho fez em nossa casa de praia, para ilustrar meu primeiro anal. Morena tipo gostosa, tamanho médio, seios grandes e bunda bem feita de deixar qualquer cara babando, Minha bunda deixa os machos olhando loucos para foderem meu cu. Tenho certeza. Sou de uma família muito tradicional de Pernambuco, casei virgem seguindo a regra familiar. Após 5 anos de casada, nossa vida sexual estava virando rotina, pois era só papai-e-mamãe, eu nunca permitia qualquer ousadia ,era muito puritana cheguei a cogitar virar freira. Meus primeiros namorados foram muitos respeitosos comigo. Tudo mudou quando conheci meu atual marido, logo na segunda noite eu senti o que era uma pica dura. O maior desejo, dele, era comer meu cuzinho, mesmo porque ele teve outra namorada que o vicio neste tipo de relação. Durante esse tempo todo, por vezes, ele tentou lamber meu anel de couro, e também queria que eu fizesse boquete, mas eu dava a maior bronca nele. .Às vezes, via que ele ficava puto. Nos sábados ele gostava de tomar caipirinha, enquanto fazia seus trabalho, e num desses cai na besteira de acompanhá-lo. Tomei uns copos, fiquei um pouco sonolenta e foi deitar. Cochilei com a bunda pra cima. Acordei numa posição de franco assado, com os joelho dobrado e a bunda empinada e a calcinha puxada pro lado, e ele lambendo o rêgo do meu cu, tentado enfiar cabeça do seu pau que aliás acho um pouco fora do normal de tão grande e grosso. Pulei, gritei, briguei e disse: Porra você não me ama! só pensa em comer meu cu. Não quero mais nada contigo, vou embora! Ficamos bronqueados, então e viajei pra casa de meus pais. Passei uns tempos lá, e acabei contando para minha irmã o que havia acontecido. Ela riu muito e disse que aquilo era normal entre casal e que eu tinha que refletir e procura descobrir as coisas gostosas do sexo. Aceitando o convite dela, passei o final de semana em sua casa. Como esta era de madeira, acho que de propósito, ela me mandou dormir no quarto do lado do seu. Durante a noite, acordei com uns gemidos vindo do quarto dela. No escuro onde estava deitada notei focos de luzes. Era uma fresta na madeira, bem na direção da cabeceira de sua cama. A parede nos separava apenas um metro de distancia. Eu podia ouvir os gemidos,os sussurros, e ate o cheiro de esperma. Eu virei uma expectadora privilegiada e então pude ver minha Irmã deitada ..A história é MUITO LOGA e picante. Vale a pena demais! Seja também sócio e faça parte de nosso grupo.


&acopy; Todos os direitos reservados
selmarecife.com.br